Encontro de Roterdão

30 000 jovens convidados a reflectir sobre alegria e solidariedade

Taizé :
Em Roterdão, 30 000 jovens reflectiram sobre alegria e solidariedade com os que sofrem

Depois de Poznan, Bruxelas, Genebra, Zagreb, Milão, Lisboa, Hamburgo, Budapeste, Paris… o 33º Encontro Europeu de jovens organizado pela Comunidade de Taizé teve lugar de 28 de Dezembro de 2010 e 1 de Janeiro de 2011 em Roterdão, na sequência dum convite feito pela Conferência Episcopal Holandesa, o Conselho Geral da Igreja Protestante Holandesa (PKN) e o Conselho das Igrejas da Holanda. Cerca de 30 mil jovens de todo o continente estiveram em Roterdão para cinco dias de partilha e de oração.

Com esta «peregrinação de confiança através da terra», a Comunidade de Taizé continua o caminho que o seu fundador, o irmão Roger, abriu para ajudar os jovens na procura da reconciliação e da paz, não apenas entre cristãos mas também entre os povos.

No espírito deste Encontro Europeu, Roterdão foi ao encontro do pensamento de um dos seus ilustres cidadãos, precursor da Europa actual, Erasmo, nascido nesta cidade cerca de 1467. Foi um ardente partidário da «paz da cristandade», da «concórdia da Igreja», da reconciliação entre os povos.

Os jovens foram acolhidos pelas comunidades e pelas famílias de toda a região, de Breda a Haia, de Gouda a Hoek van Holland. De manhã, ficaram nas 150 igrejas de acolhimento e à tarde encontraram-se no parque de exposições da cidade (Ahoy), para as refeições e para as orações comunitárias. Os workshops da tarde ajudaram os jovens a reflectir sobre as fontes da fé e sobre o seu compromisso ao serviço de Cristo, na Igreja e na sociedade. Alguns temas foram inspirados na «Carta do Chile» que o irmão Alois, prior de Taizé, publicou na sequência do encontro latino-americano de jovens animado pela Comunidade de Taizé em Santiago do Chile, entre 8 e 12 de Dezembro.

Através desta «Carta do Chile», os jovens foram convidados a reflectir sobre a alegria e sobre a solidariedade com os que sofrem, «uma alegria que resiste ao desalento».

«Não melhores do que os outros, mas pertencendo a Cristo»: eis uma expressão desta Carta que inspirou um dos workshops em Roterdão. Estes workshops tiveram lugar nas tardes dos dias 29 e 30 de Dezembro e foram animados por irmãos de Taizé e também por pessoas com um compromisso local. O Presidente da Câmara, vários bispos e pastores e também alguns políticos holandeses também ajudaram os jovens a reflectir sobre a sua própria caminhada pessoal e sobre o seu compromisso na Igreja e na sociedade. O irmão Alois falou aos jovens todas as noites durante a oração comunitária no Parque de Exposições (Ahoy).

Fotografias.

Printed from: http://www.taize.fr/pt_article11792.html - 22 February 2019
Copyright © 2019 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France