Acolhimento de migrantes adolescentes

Um centro de acolhimento e orientação para adolescentes em Ameugny, animado pela Comunidade de Taizé

Na noite de quarta-feira para quinta-feira, 3 de Novembro, um grupo de adolescentes migrantes chegou à Saône-et-Loire, no contexto do encerramento do campo de Calais. Têm entre 13 e 17 anos e são principalmente do Sudão, mas também da Síria e da Eritreia.

Este acolhimento é organizado pela Comunidade de Taizé, que põe o local à disposição, disponibiliza jovens voluntários e garante a logística, em colaboração com a associação «Le Pont», de Mâcon, que assegura todos os procedimentos administrativos. Antes da chegada dos jovens, o Presidente da Junta de Freguesia de Ameugny e o Conselho Municipal tinham informado todos os habitantes da aldeia.

Estes jovens menores não acompanhados foram recebidos pelo Presidente da Junta de Freguesia de Ameugny, por habitantes da aldeia, por profissionais de «Le Pont», pela equipa de Taizé e por vários jovens refugiados do Sudão, acolhidos no ano passado pela Comunidade. O Prefeito da Saône-et-Loire foi representado pela sua Chefe de Gabinete, a Dra. Germain.

Dia 3 de Novembro, a Prefeitura emitiu os seguintes detalhes num comunicado:

«Este abrigo é temporário e estimado em 3 meses. Permite alojar em boas condições de segurança e de higiene estes jovens, antes de serem orientados ou para o Reino Unido ou para um dispositivo de direito comum francês. Eles irão beneficiar dum regime prioritário no processo de pedido de reagrupamento familiar que fizeram às autoridades britânicas. Deverão obter uma resposta dentro de 3 a 6 semanas.»

Printed from: http://www.taize.fr/pt_article21014.html - 26 May 2018
Copyright © 2018 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France