Irmão Thomas (1939-2019)

O irmão Thomas morreu na noite de 11 para 12 de Janeiro de 2019. Teria feito 80 anos no início de Fevereiro.

Uma longa doença começou a aparecer há mais de três anos. Há cerca de ano e meio os seus problemas de saúde agravaram-se, incluindo a perda de memória. No entanto, à parte uma hospitalização após uma queda, permaneceu até ao fim em casa, em Taizé. Nos últimos meses ia à oração comunitária numa cadeira de rodas, acompanhado por irmãos que se iam revezando.

Ian Williamson nasceu em 1939 e cresceu em Dunfermline, na Escócia. Formado pela Universidade de Edimburgo em 1960, continuou os estudos de teologia no New College, preparando-se para ser pastor na Igreja da Escócia. Por dois anos, foi estagiário na Paróquia Craigsbank em Corstorphine, nos arredores de Edimburgo. Foi depois dois anos pastor assistente numa paróquia de Dundee. Foi lá que, pensando já em entrar na Comunidade de Taizé, com o acordo do irmão Roger, foi ordenado pastor. Anteriormente, desde 1963, tinha sido um membro não residente da Comunidade de Iona [https://iona.org.uk].

Entrou na Comunidade de Taizé em 1965, assumindo o nome de Thomas, e fez o compromisso para toda a vida na Comunidade na Páscoa de 1969. Primeiro foi responsável pelo acolhimento dos jovens que vinham a Taizé fazer uma semana de silêncio, depois fez parte do grupo de irmãos encarregados da preparação do Concílio de Jovens.

Em seguida, a Comunidade aumentou em número e o irmão Roger pediu-lhe para colaborar com ele na organização da vida e do trabalho dos irmãos, a partir de 1973, e também para fazer a ligação com os irmãos que vivem em pequenas fraternidades em vários lugares do mundo. Também acompanhou jovens voluntários, nomeadamente asiáticos, colaborando na organização do acolhimento na colina. Com a chegada da internet, foi ele quem inicialmente foi responsável pelo conteúdo do site e pela redação do Notícias de Taizé, antes de entregar essa tarefa a irmãos mais novos.

Após a morte do irmão Roger, o irmão Alois continuou a contar com sua colaboração, que ele assumiu na medida das suas forças, que foram diminuindo.


Oração do irmão Alois

Deus de todos os seres humanos, confiamos-te o nosso irmão Thomas, que tu acolhes agora na vida em plenitude. Agradecemos-te pela sua presença entre nós. Connosco, os seus irmãos, ele combateu o bom combate da fé, terminou a corrida e concedes-lhe que entre agora na vida eterna.

Tinha-se preparado para o ministério pastoral na sua Igreja da Escócia e chamaste-o para deixar o seu país e se juntar à nossa comunidade. Como irmão, ele acompanhou e apoiou todos aqueles que lhe foram confiados, jovens e menos jovens.

Ser filho único e ter perdido a mãe quando era criança tinha moldado nele um temperamento solitário. No entanto, depositaste no seu coração os dons necessários para contribuir como ele o fez para a construção de nossa vida comunitária. Com fidelidade e altruísmo, ele deu ao irmão Roger o apoio e a colaboração que este lhe pedia para ajudar os irmãos a caminhar na unidade.

Pelo Espírito Santo consolador, continuaste a estar presente ao seu lado para que ele pudesse assumir vários anos de doença e aceitar a dependência que dela resultou.

Deus de todo o amor, nós te louvamos pela vida de nosso irmão Thomas, com ele também nós gostaríamos de combater até ao fim o bom combate da fé.

Printed from: http://www.taize.fr/pt_article25445.html - 20 October 2019
Copyright © 2019 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France