Porto

Mensagem de agradecimento do irmão Alois

Às comunidades paroquiais, às famílias,
e a todos os que acolheram jovens
no Porto e na região

Depois do Encontro do Porto, de regresso a Taizé, o que me enche o coração é o grande reconhecimento pelo acolhimento recebido e por todas as famílias que aceitaram abrir as portas de suas casas a jovens que não conheciam.

Desta forma, aqueles que chegaram ao Porto para «celebrar as Fontes da alegria», alguns vindos de longe, não se encontraram apenas entre eles, mas fizeram a experiência de uma Igreja local. A hospitalidade recebida tocou-lhes profundamente e, de regresso a casa, vai estimulá-los a procurarem manter uma mesma abertura aos outros na vida quotidiana.

Estes dias de encontro foram para os jovens uma experiência daquilo que é a Igreja: lugar de comunhão e, por isso, fermento de paz. A experiência de uma comunhão assim dá esperança, para as Igrejas e para as nossas sociedades. E conduz-nos inclusivamente a uma compreensão mais profunda de Deus.

Os jovens também puderam fazer a experiência de uma oração meditativa. Desejo que tenham compreendido ainda melhor que a oração não nos isola, mas compromete-nos e conduz-nos a ir ao encontro dos outros.

Gostaria de manifestar a minha gratidão aos jovens do Porto que tão bem assumiram todas as tarefas que um grande acolhimento implica. Eles entregaram-se a estes encargos sem medirem nem o tempo nem as energias que lhes dedicaram. Nós, irmãos, admirámos o dom deles próprios que manifestaram.

Permanecemos unidos a vós, caros amigos do Porto e da região, com gratidão e numa profunda comunhão fraterna.

Irmão Alois

Taizé, 24 de Fevereiro de 2010

Printed from: http://www.taize.fr/pt_article9852.html - 20 July 2019
Copyright © 2019 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France