Uma peregrinação a Moscovo

Os laços entre Taizé e a Rússia vêm de há muitos anos. Ainda nos anos 60, líderes da igreja ortodoxa russa puderam visitar a comunidade. Durante os anos 70 e 80, o irmão Roger e outros irmãos da comunidade foram convidados para visitar a Rússia. Tiveram lugar encontros com os líderes da igreja ortodoxa russa e as várias visitas foram também um sinal da solidariedade para com os crentes russos, que naquele tempo não podiam de viajar para o estrangeiro.

Em 1988, depois de ter sido convidado a participar nas celebrações dos mil anos do baptismo do Rus, o irmão Roger decidiu que a comunidade iria imprimir um milhão de Bíblias na tradução sinodal ortodoxa, para serem enviadas para Moscovo, São Petersburgo, Kiev e Minsk. Estas Bíblias foram devidamente distribuídas numa época em que as Escrituras eram ainda difíceis de encontrar. Quando, no início dos anos 90, se abriram as fronteiras, grupos de diferentes paróquias de Moscovo, de São Petersburgo e de outras cidades vieram em grande número participar nos encontros de jovens em Taizé e nos Encontros Europeus no final de cada ano.
Em Junho de 2006, o irmão Alois visitou o patriarca Alexis II com dois outros irmãos. Durante alguns anos, o patriarca enviou a mensagem de saudação e bênção aos participantes dos Encontros Europeus anuais. O irmão Alois esteve presente no funeral do patriarca Alexis II, em Dezembro de 2008, bem como na entronização do patriarca Cirilo I em Janeiro de 2009.
Agora, para a Páscoa de 2011, o irmão Alois e outros irmãos da comunidade irão passar vários dias em peregrinação, na cidade de Moscovo, desde quarta-feira, 20 de Abril, até segunda-feira, 25 de Abril. Os jovens são convidados a juntarem-se aos irmãos para descobrirem a riqueza da liturgia ortodoxa e da espiritualidade da Rússia, forjada através dos séculos, em tempos de grande provação, durante os quais a fé na Ressurreição de Cristo ajudou muitos crentes a permanecerem fiéis. Ao mesmo tempo, será uma oportunidade para descobrir a actual vitalidade das paróquias ortodoxas e para falar sobre os desafios que essas comunidades enfrentam na sociedade russa contemporânea. Isso permitirá que enriqueçamos e nos apoiemos uns aos outros enquanto nos procuramos tornar testemunhas do Evangelho.

A Páscoa será na mesma data nos calendários ocidental e oriental, em 2011. A nossa peregrinação será um sinal da nossa sede em celebrarmos juntos a nossa fé em Cristo.

«Dos vários encontros que tive com o irmão Roger, percebi, de cada vez, o quanto ele conhecia e compreendia a tradição da antiga Igreja e o quanto a Palavra de Deus e a obra dos Padres da Igreja eram um fundamento na sua experiência espiritual pessoal. Conjugar a fidelidade aos ensinamentos dos Padres da Igreja com uma actualização criativa no ministério missionário entre os jovens de hoje caracterizava o caminho do irmão Roger, tal como o da Comunidade por ele fundada. Os milhares de jovens que visitam Taizé e participam nos encontros anuais organizados pela Comunidade, em diversos países da Europa, testemunham de maneira convincente que, ainda hoje, a mensagem evangélica do amor de Deus pode encontrar um eco vivo nos corações das pessoas - se não for apenas pregada com palavras, mas vivida pessoalmente.»

Excerto da mensagem enviada pelo Patriarca Cirilo de Moscovo para a celebração dos 70 anos da fundação de Taizé, a 14 de Agosto de 2010.

Printed from: http://www.taize.fr/pt_article11910.html - 17 November 2019
Copyright © 2019 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France