Nairobi, 2014

«Tornar-nos líderes segundo o Evangelho»

De 13 a 24 de Agosto, os irmãos de Taizé em Nairobi acolheram dois retiros internacionais. Estiveram reunidos 150 jovens de vários países da África Oriental, incluindo o Sudão do Sul, a República Democrática do Congo, o Burundi, o Ruanda, a Tanzânia e diferentes regiões do Quénia.

O tema «tornar-nos líderes segundo o Evangelho» foi meditando sob vários ângulos bíblicos nas manhãs, enquanto as tardes foram aproveitadas para participar em ateliês ou para visitar pessoas que dão um testemunho de esperança.

À saída da igreja

Tempo de silêncio e de meditação bíblica

Partilha em pequenos grupos

Partilha em pequenos grupos

Ateliê «Do material recuperado à arte»

Contacto:
Taizé community
Mji wa furaha
Thika road, Nairobi
Kenya
Tél. : +254(0)724 664 198
email

Em Agosto de 2010

JPEG - 23.6 kb

Mais de 150 jovens do Quénia, Uganda, Tanzânia, Ruanda, do Burundi e da República Democrática do Congo participaram em dois retiros organizados pelos irmãos de Taizé em Mji Furaha wa - Nairobi durante a segunda e terceira semanas de Agosto.

No centro das reuniões estiveram três momentos de oração diários.

JPEG - 25.4 kb

O programa da manhã consistiu na reflexão bíblica conduzida por um dos irmãos, a reflexão pessoal em silêncio e na partilha em pequenos grupos.

À tarde, workshops e visitas a lugares de esperança na proximidade ofereceram a possibilidade de aprofundar a relação entre fé e vida. Entre os locais visitados: o Centro de Salvamento de Boma, um projecto de reabilitação para crianças de rua em Mukuru, a Biblioteca de S. João em Korogocho; destinado a apoiar os alunos nos trabalhos de casa, a casa para as pessoas com mobilidade condicionada, dirigida pelas Missionárias da Caridade (Madre Teresa), Nyumba ya wazee; a casa para os pobres e idosos dirigida pelas Irmãzinhas dos Pobres.

JPEG - 26.9 kb

Os workshops da tarde versaram sobre: Direitos Humanos, da justiça e do Evangelho, com Ann Power, juiz do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, em Estrasburgo; Os desafios do ambiente, emergências e acções possíveis, com David Williamson, pesquisador do Centro Mundial Agro-florestal em Nairobi, especialista em ciências do clima; Ser responsável na vida profissional e na vida familiar, tomando a liderança na Igreja e na sociedade, com John Ndanbuki, carpinteiro de Kariobangi.

JPEG - 31.9 kb

Os próximos retiros internacionais liderados pelos Irmãos terão lugar no Mji wa Furaha - Nairobi, de 1-5 e 8-12 Dezembro de 2010.

Cada última sexta-feira e sábado do mês, os irmãos convidam os jovens para um mini retiro em Mji wa furaha.

Em Abril de 2010

No final de Novembro de 2008, um encontro reuniu em Nairobi 7000 jovens de vários países de África para uma etapa africana da peregrinação de confiança através da terra.
Em Abril-Junho de 2009, dois dos irmãos que tinham preparado este encontro estiveram em Nairobi.
Desde Setembro, os irmãos estão de novo em Nairobi e desta vez «oficialmente imigrados em África»!

Retiro em Mji wa Furaha: de 7 a 11 de Abril de 2010

Participaram cerca de noventa jovens, de Nairobi e de diferentes províncias do Quénia, num retiro de quatro dias, animado pelos irmãos de Taizé em Mji wa Furaha. Entre os participantes, também havia alguns jovens da Tailândia, da Alemanha, da Roménia e de França.

O tema do retiro foi: «Na luz da ressurreição». Os jovens foram convidados a participar três vezes por dia na oração comunitária com os irmãos. As meditações bíblicas, a reflexão pessoal em silêncio e os tempos de partilha em pequenos grupos foram os elementos principais do programa quotidiano.

Os workshops sobre diferentes temas – «Como ler a Bíblia?»; «Encontrar e servir Cristo nos pobres e em pessoas de idade avançada»; «Viver do chamamento de Deus»; «A vida de um refugiado»; «Trabalhar com meninos da rua»; «Teatro, sociedade, fé»... – foram animados por diferentes pessoas (irmãzinhas dos pobres, voluntários, assistentes sociais, refugiados da região dos Grandes Lagos). Domingo de manhã, os participantes foram convidados a visitar diferentes comunidades cristãs locais para as celebrações dominicais: a paróquia «Queen of Apostles» de Ruaraka, Nyumba ya Wazee, as irmãs da Madre Teresa e St John Korogocho.

Encorajados pela resposta e excelente participação dos jovens, os irmãos de Taizé vão preparar outros retiros para jovens em Agosto (de 10 a 15) e em Dezembro (de 8 a 12) de 2010.

JPEG - 19.7 kb

O trânsito em Thika Road, ao lado a casa dos irmãos

Domingo

O grupo de jovens de Dandora convidou-nos para uma oração. Eles encontram-se todos os domingos para partilharem sobre a semana. Quando nós lá chegámos, tivemos que atravessar uma multidão de espectadores que rodeavam o estádio onde ia começar um jogo. A vinte metros, numa tenda aberta dos lados, uma comunidade Akorino continuava a sua oração.

Para regressar a casa, fomos por um pequeno atalho que nos evitou ter de apanhar dois ou três matatus (uma espécie de táxis) e os engarrafamentos de domingo à noite. O Gerard levou-nos por um labirinto de ruelas, até chegarmos a um aterro de lixo. Vimos então uma paisagem de dunas cobertas com sacos de plástico. O solo era elástico. No caminho, pessoas com fato de domingo conversavam quase ao lado dos porcos que cavavam na lama. Depois de passarmos o rio, atravessámos o bairro de Lucky Summer, um grande espaço em obras onde já vivem imensas pessoas. Por todo o lado, viam-se pessoas a entrar tranquilamente em casa, crianças com fatos de cores vivas, cachecóis tradicionais e penteados sofisticados. As pessoas conheciam-se e cumprimentavam-se. Cruzámo-nos com o Japhet, que regressava das suas aulas de comércio, e depois com o Peter, contente pelo seu mês de férias.

As crianças jogam ao berlinde num rego com calhaus e pedaços de vidro colorido. Com grande seriedade eles medem o desvio para desempatar os concorrentes. Uma mãe sentada no chão fritava milho, que se come a qualquer hora do dia. Havia homens que levavam os bancos da igreja, pois têm outra utilização durante a semana. Ouviam-se ainda os cânticos de outra igreja, onde a oração ainda não tinha terminado. Na barraca «In Christ Power Centre», a oração dava agora lugar à transmissão do jogo do dia! Em vez do campeonato local, é a Premier League inglesa a preferida dos adeptos. Por 30 shillings pode vibrar-se com os espectadores do mundo inteiro ao ver o jogo Chelsea – Manchester United.

* * *

Para chegarmos à celebração de Kiambu três horas de caminhada oferecem-nos uma magnífica saída. É um domingo de manhã portanto, em frente a nossa casa os chineses trabalham desde antes das 8h. As máquinas nivelam, regam, trituram a rocha... Depois de sair da via rápida e dos chineses, é preciso atravessar os bairros populares de Zimmerman e de Kahawa. A bordo de matatus os cânticos religiosos substituem os temas pop habituais, as igrejas soltam os primeiros cânticos de uma manhã que será fervorosa. Algures as actividades continuam. Grupos de construtores de domingo estão atarefados em pequenas construções.

As casas erguem-se ao sabor das finanças do momento. Num bocado de terreno empedrado ou perto de um rio, alguns jovens ensaboam energeticamente os carros. Dois baldes, um pouco de lixívia, um farrapo e um letreiro são os únicos investimentos necessários para montar uma «lavagem-auto». Conduzir um carro limpo é tão importante como o cuidado que se tem com a roupa. A poeira e a lama encarregam-se de garantir a estes jovens uma clientela regular.

Printed from: http://www.taize.fr/pt_article17136.html - 28 September 2020
Copyright © 2020 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France