Protecção das pessoas em Taizé

Os nossos compromissos

Os nossos compromissos relativos à protecção das pessoas em Taizé

Em Taizé, comprometemo-nos a:
- Promover um ambiente e uma cultura seguros.
- Avançar para um recrutamento cada vez mais seguro de todos aqueles que assumem responsabilidades na organização dos encontros em Taizé e apoiá-los nas suas tarefas.
- Responder prontamente a qualquer preocupação ou alegação relativas à protecção das pessoas.
- Dar testemunho de uma preocupação pastoral, tendo em consideração todas as obrigações legais, para com as vítimas de abuso e de agressão que possam estar presentes em Taizé.
- Dar testemunho de uma preocupação pastoral, tendo em consideração todas as obrigações legais, para com aqueles que são alvos de acusação de abuso ou de agressão e por quaisquer pessoas afectadas por estas questões que possam estar presentes em Taizé.
- Assumir as nossas responsabilidades relativamente àqueles que possam representar um risco para outras pessoas.

Em Taizé, estaremos atentos a:
- fazer tudo o que for possível para manter um lugar seguro e acolhedor para todos.
- Ter uma equipa de protecção [1] constituída por pessoas das diferentes comunidades representadas em Taizé e também por alguém de fora.
- Prestar cada vez mais atenção ao recrutamento, à formação e ao apoio dado, de forma segura, a todos aqueles que têm responsabilidades na organização dos encontros em Taizé, qualquer que seja o nível da sua responsabilidade, para que possam ter a confiança e as competências necessárias para reconhecer e reagir em situações de abuso.
- Assegurar-nos de que os organizadores têm um seguro de responsabilidade civil apropriado.
- Afixar em vários lugares em Taizé os detalhes sobre quem contactar em caso de questões relacionadas com abusos ou agressões.
- Ouvir e levar a sério todos aqueles que revelem abusos ou agressões.
- Tomar medidas para proteger crianças, jovens e adultos perante qualquer questão relativa à protecção das pessoas, juntamente com os responsáveis de grupo, os pais ou tutores legais e com as autoridades civis necessárias.
- Prestar especial atenção às vítimas de abuso que desejem falar, independentemente do tipo de abuso, do local ou da altura em que este tenha ocorrido.
- Estar atentos com cuidado e vigilância a qualquer membro da Comunidade, voluntário ou pessoa envolvida na organização dos encontros que possa representar um risco para crianças e adultos, mantendo ao mesmo tempo a confidencialidade adequada e a segurança de todos.
- Garantir que a nossa postura, procedimentos e práticas de protecção, bem como a avaliação dos riscos, estejam em vigor e sejam revistos anualmente em Fevereiro.
- Rever regularmente a implementação da postura, procedimentos e práticas de protecção das pessoas.
- Aplicar e rever regularmente todos os assuntos relacionados com questões de saúde e de segurança ligados aos encontros.

[1Esta equipa é composta por dois irmãos Taizé, uma irmã de Santo André e um advogado reformado. Por razões pastorais, os seus nomes não estão indicados aqui aqui, mas em caso de necessidade podem pedir os seus nomes através do endereço protection taize.fr

Printed from: https://www.taize.fr/pt_article28379.html - 28 November 2021
Copyright © 2021 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France