A Covid-19 e os encontros em Taizé

Devido à pandemia de Covid-19, este ano França esteve confinada na Primavera e novamente em Novembro. Entre estes dois períodos de confinamento, de 14 de Junho a 30 de Outubro, a Comunidade pôde organizar encontros de jovens na colina. Para isso, foi elaborado e transmitido às autoridades locais um protocolo sanitário que incluía cinquenta medidas.

Nestes últimos meses, cerca de seis mil pessoas foram acolhidas em Taizé para participar nos encontros semanais e várias outras centenas passaram por Taizé sem serem cá alojadas. Todos os participantes foram informados, antes da sua estadia e à sua chegada, da necessidade imperativa de respeitar as medidas sanitárias, nomeadamente os «gestos barreira», que são gestos de atenção aos outros e especialmente aos mais vulneráveis.

Rezar juntos e encontrar outras pessoas usando uma máscara e mantendo a distância não são atitudes que se têm naturalmente. Graças ao esforço de todos, os encontros correram bem e não houve surtos de contaminação em Taizé.

Durante estes quatro meses e meio, alguns participantes nos encontros souberam durante a sua estadia em Taizé que tinham estado em contacto com pessoas que tiveram resultados positivos no teste à Covid-19. De acordo com as recomendações das autoridades francesas, estes «contactos» foram isolados e testados. Por outro lado, algumas pessoas desenvolveram sintomas do coronavírus e também foram testadas. A maioria destas pessoas testou negativo à Covid-19. No entanto, houve também pessoas com resultados positivos a este teste (ver lista abaixo).

Os irmãos e jovens voluntários que estiveram em contacto com os grupos que vieram a Taizé durante as férias francesas do final de Outubro estiveram em quarentena durante uma semana no início de Novembro e nenhum deles ficou doente.

Gostaríamos de agradecer a todos aqueles que vieram a Taizé durante este período e que participaram nos encontros em condições tão especiais.

Lista de todos os casos que nos foram comunicados

Eis o que sabemos sobre as pessoas que estiveram em Taizé ao longo dos últimos meses e tiveram o coronavírus:

  • Uma senhora, que esteve em Taizé a 5 e 6 de Setembro, testou positivo quando regressou a casa e disse-nos que provavelmente tinha apanhado o vírus antes. Conseguimos identificar as pessoas que tinham estado em contacto com esta senhora em Taizé e elas não adoeceram.
  • Um senhor que participou na celebração diocesana de 4 de Outubro. Foi-nos relatado alguns dias depois que o teste deu positivo, sem que se soubesse se ele já tinha o vírus quando esteve em Taizé.
  • Quatro pessoas que viajaram juntas de carro e ficaram em Taizé no fim-de-semana de 3 e 4 de Outubro. Tiveram resultados positivos alguns dias mais tarde. Um irmão esteve em contacto com eles, foi testado e o resultado foi negativo.
  • Uma jovem, que esteve em Taizé de 11 a 14 de Outubro e tinha estado em contacto próximo com uma pessoa doente antes de vir. Seis pessoas que tiveram um contacto próximo com ela foram cá isoladas durante uma semana e todas testaram negativo à Covid-19.
  • O responsável de um grupo de jovens que esteve em Taizé nos dias 23 e 24 de Outubro, cuja esposa, que não estava com ele em Taizé, deu positivo à Covid-19 durante a sua estadia. Não tivemos conhecimento de outras pessoas doentes neste grupo.
  • Um responsável de um grupo de jovens que esteve em Taizé de 22 a 26 de Outubro, que tinha estado em contacto com uma pessoa contaminada. Não tivemos conhecimento de outras pessoas doentes neste grupo.
  • Durante a sua estadia em Taizé, prevista para ser de 26 a 30 de Outubro, um jovem soube que um dos seus pais tinha dado positivo no teste à Covid. Ele foi isolado, testado e o resultado do teste foi positivo. Os seus amigos mais próximos também foram isolados, regressaram a casa de carro, sem estarem em contacto com o grupo, e foram testados nas suas terras. A namorada do jovem em questão também testou positivo, mas aqueles que estiveram nas mesmas camaratas que ele e que ela testaram negativo.
  • Num grande grupo que esteve em Taizé de 26 a 30 de Outubro, um jovem teve sintomas de Covid-19 quando regressou a casa e foi testado; o resultado do teste foi positivo. Os jovens que tiveram contacto próximo com ele foram testados, especialmente aqueles que permaneceram na mesma camarata, e o resultado foi negativo. Ele tinha sido convidado para a almoçar com a Comunidade e o irmão que estava ao seu lado também foi testado, o resultado foi negativo. Alguns dias após o seu regresso, três jovens do mesmo grupo perderam o olfacto e o paladar; foram testados e o resultado foi positivo. Não sabemos se estes jovens tinham o vírus durante a sua estadia em Taizé, mas por precaução os que permaneceram nas mesmas camaratas foram testados e o resultado foi negativo.

Printed from: http://www.taize.fr/pt_article29628.html - 28 January 2021
Copyright © 2021 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France